Dúvidas Frequentes

Varizes – Laser transdérmico no tratamento

O que é o laser transdérmico para o tratamento de varizes? É um método de escleroterapia?
É um tipo de luz muito específica aplicada sobre a pele, seletivamente absorvida pelo sangue, aquecendo-o sem aquecer os tecidos ao redor; ou seja, é um tipo de escleroterapia térmica.

 

Como esse tipo de laser age no tratamento das varizes?
O sangue aquecido (a altas temperaturas) causa a contração e, consequentemente, a oclusão do vaso.

 

Pode ser utilizado para o tratamento de qualquer calibre de varizes, ou somente microvasos?
Os melhores resultados são obtidos em telangiectasias ou varizes de pequeno calibre. Varizes calibrosas aquecem e contraem com o laser transdérmico, mas não o suficiente para a sua oclusão.

 

Existe contraindicação ao uso do laser?
Pacientes que possuem algumas doenças (como o vitiligo) e em uso de medicações fotossensibilizantes (como a isotretinoína) devem evitar o método.

 

O tipo de pele interfere no tratamento?
Sim. Peles mais morenas absorvem mais o laser (devido à maior quantidade de melanina), portanto a intensidade da luz deve ser diminuída para evitar queimaduras.

 

Durante o tratamento devo evitar a exposição ao sol?
Antes e depois do tratamento (em torno de uma semana) deve-se evitar exposição intensa ao sol, pois a pele fica fotossensibilizada.

 

O tratamento com laser é indolor?
Existe certo incômodo, que pode ser suavizado alterando os parâmetros do laser, mas é necessário causar o aquecimento para obtenção do resultado.

 

Podem existir efeitos indesejados com o uso do laser?
Vermelhidão temporária, alteração da pigmentação e formação de crostas (queimaduras) são possíveis. Para evitá-los, deve-se adequar o tipo de laser ao tipo de pele, parâmetros de intensidade e tempo da aplicação do laser, checar doenças prévias e medicações em uso e utilizar métodos de resfriamento da pele durante a sessão.

 

O laser pode ser realizado em conjunto com outro método de escleroterapia?
Sim. Dependendo do caso, a associação com escleroterapia química melhora muito o resultado.

 

Por que é importante que o laser para o tratamento das varizes seja realizado pelo médico angiologista ou cirurgião vascular?
“Vasinhos” e varizes em membros inferiores podem ser alimentados por veias nutrizes, fístulas arteriovenosas, ter origem pélvica/abdominal ou vir de um episódio pós-trombose. Além do entendimento sobre o laser e as reações biológicas causadas, somente o especialista conhece a fundo a fisiopatologia da doença venosa, sendo o mais indicado para diagnosticar e realizar o tratamento adequado.

 

Dra. Miriam Takayanagi
CRM-BA 17482
Especialista em Cirurgia Vascular pela SBACV-BA