Dúvidas Frequentes

Varizes – Doppler venoso dos membros inferiores

O doppler venoso das pernas é um exame invasivo? Envolve injeções ou uso de contraste?
O doppler ou duplex scan venoso dos membros inferiores é uma ultrassonografia do território vascular venoso. Trata-se de um exame não invasivo, sem punções, injeções ou uso de contraste.

 

O doppler é o melhor exame para avaliação das varizes antes da cirurgia?
Sim. Por ser facilmente disponível e ter alta probabilidade de somar informações ao diagnóstico, com baixo risco, o doppler atualmente é o melhor e mais utilizado exame complementar no pré-operatório da cirurgia de varizes.

 

Com quais informações adicionais ao exame físico o doppler pode ajudar?
O doppler mostra as variações de anatomia das veias, além de pontos de início e final de refluxo (informações hemodinâmicas) das mesmas, determinando com precisão segmentos que devem ser abordados na cirurgia e tornando o tratamento muito mais eficiente e preciso.

 

É recomendada a realização do doppler em um paciente que será submetido à cirurgia de varizes?
Sim. O doppler servirá como um guia da circulação venosa, registrando os segmentos normais e alterados, definindo quais veias devem ser tratadas pelo cirurgião vascular.

 

Preciso de algum preparo para fazer um doppler venoso dos membros inferiores?
Não é preciso nenhum tipo de preparo específico para realizar o doppler venoso, dispensando jejum ou uso de medicações prévias.

 

Quais as limitações do exame? Em alguma situação ele pode não ver adequadamente as veias?
Como em todo exame de ultrassom, elementos que impeçam a transmissão da sua onda – como gás e próteses metálicas – além de vasos mais profundos e com maior estase (fluxo mais lento), dificultam a avaliação adequada.

 

O exame de doppler envolve uso de radiação (RX)?
O doppler não utiliza radiação. É um exame de ultrassonografia dos vasos, onde a energia das ondas sonoras é convertida em imagem e o fluxo do sangue é traduzido em gráfico de velocidade.

 

O doppler pode ser feito mais de uma vez caso necessário? Faz algum mal?
Sim. Por ser não invasivo, o doppler pode ser repetido quantas vezes se faça necessário, para programar e acompanhar o tratamento das varizes ou alguma outra alteração.

 

Dra. Túlia Brasil
CRM-BA 15876
Especialista em Cirurgia Vascular pela SBACV-BA
Área de Atuação em Ecografia Vascular com Doppler